10256199_851554064871027_308805237689097985_o

Jauára Ichê. Oficina n.10: As Espirais dos Nós. Dançando a Vida Como Estratégia de Reflexão. A Arte Como Sobrevivência do Humano.

Jauára Ichê. Nós e Entremeios da Cultura Antropofágica
Oficina Grande Otelo/Cleide Riva Campelo, 26/3/2014
Oficina n.10: As Espirais dos Nós. Dançando a Vida Como Estratégia de Reflexão. A Arte Como Sobrevivência do Humano.

Fechamos o ciclo das oficinas. Agora, só nos resta a apresentação da Performance Wir Sind Wir, na próxima semana, dia 2 de abril, quando vamos comemorar os 20 anos de atividades da Oficina Cultural Grande Otelo, que foi nossa casa em todos estes anos.
Começamos na roda, falando do fim de semana que passamos em redor das oficinas de Roberto Gambini.
Depois, dando voltas espiraladas, revisitamos os lugares vividos nas 9 oficinas anteriores, selecionando, de cada uma, um fragmento que fará parte da apresentação na próxima quarta: uma roda inicial e uma roda final, para lembrar todas as rodas com que começamos e terminamos cada oficina; a reverência para a Deusa da Água de Saia de Turquesa – Chalchihuitlicue – que vem dos astecas para nos dar proteção mítica; entramos no Tempo; entramos no espaço e começamos a travessia. Aí fazemos a dança dos planetas: viramos sacerdotisas, com esferas nas mãos. E chegamos no deserto: os pés são inventados e andam, andam, andam. De repente, silêncio, para se ouvir o vento, que sibilam murmúrios e uivos. Chovem panos sobre nossas cabeças e inventamos com eles o Labirinto. Os panos viram velas que nos levam para o mar. Navegamos ao lado de Peer Gynt e saudamos o Passageiro Estranho, que continua em busca de um corpo para nele procurar o lugar dos sonhos. Mergulhamos, cegos, na imensidão do oceano – o inconsciente. Dali, chegamos ao outro lado da travessia: a floresta. Terra dos macacos, das onças, das formigas, dos pássaros, do velho Macunaíma. Com os pássaros ganhamos o mundo e voltamos para a roda/útero.
Era uma vez…

0 comments on “Jauára Ichê. Oficina n.10: As Espirais dos Nós. Dançando a Vida Como Estratégia de Reflexão. A Arte Como Sobrevivência do Humano.Add yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>